Quintas Regadas – os jantares vínicos à 5.ª feira no Mar das Latas, Ericeira

As quintas-feiras ganham agora um novo sabor, ou devo dizer aroma? Neste mês de Novembro todas as semanas é celebrado o vinho, como? Com jantares vínicos no Mar das Latas, na Ericeira, em parceria com herdades e produtoras de vinho, diferentes a cada semana.

O primeiro jantar foi já na 5.ª feira passada e os vinhos convidados foram os da Herdade do Rocim. Herdade localizada no Baixo Alentejo, na Vidigueira, com 120 hectares, 70 de vinha e 10 de olival.

Começámos o menu com o couvert, composto por pão de fermentação natural, pão levedo caseiro, manteiga de chouriço e azeite, da Herdade do Rocim, claro! Este azeite é particularmente diferente porque é feito com azeitona verde, que ao ser apanhada mais cedo concebe um aroma picante e com uma ligeira acidez ao azeite.

1º momento – couvert

Seguiram os canapés, de uma dentada só. Um pastel de nata de bacalhau, que era literalmente um bacalhau com natas, simples e saboroso. E um croquete de osso bucco, acompanhado de uma cremosa dijonaise.

O primeiro vinho do jantar foi um Espumante Bruto Nature sem qualquer adição de açúcar, 100% Toriga Nacional e com frescura, provocada pela altitude a que se encontram as suas vinhas, a 300 metros.

2º momento – canapés

A primeira entrada foi a surpresa da noite – cação, coentros e pão. Com uma base de açorda de coentros intensa, o filete de cação vinha acompanhado de um creme homogeneamente delicioso e croutons. Seguida do primeiro momento de carne, um katsu sando, de inspirações japonesas, com pão brioche grelhado, presa de porco alentejano panado e chutney de chalota.

Para o peixe, o vinho selecionado foi um Rosé 100% Toriga Nacional, com pouco açúcar e pouco álcool, 12%vol. Com o katsu sando acompanhou o vinho branco Amphora, mais intenso, por ser um vinho de talha e proveniente de vinhas velhas.

3º momento – cação, coentros e pão
4º momento – brioche, presa de porco e chutney de chalota

O prato principal, que arrebatou a refeição ainda a meio, foi a bochecha de comer à colher guarnecida com puré de batata doce laranja de Aljezur, azeite de poejo e acelgas baby. Em harmonia com um Herdade do Rocim Reserva, o primeiro tinto.

O último vinho da noite, o Olho de Mocho, é um tinto proveniente da vinha olho de mocho, mais encorpado e com estrutura. Acompanhou a sobremesa, e muito bem, de chocolate 70% com cevada crocante e o efeito surpresa do caramelo salgado.

5º momento – batata doce de Aljezur, bochecha e poejo
6º momento – chocolate 70% e cevada crocante

Para terminar, como se não estivéssemos suficientemente satisfeitos, ainda nos maravilharam com petit fours, um donut com glace de frutos vermelhos e uma torta de pão de ló com doce de ovos e canela.

7º momento – petit fours

O valor das Quintas Regadas é de 40€ e as próximas datas já estão confirmadas! Na quinta-feira que vem, dia 12 de Novembro a parceria vínica será com a Quinta de Sant’Ana. No dia 19/11 com o Oboé Vinhos e no dia 26/11 com a Quinta de Santiago.

O menu de degustação da próxima Quinta Regada já foi lançado! Descobre cada momento vínico do próximo menu através das redes sociais do Mar das Latas. E para reservar é la que encontras os contactos também!

Não percam o vosso lugar nesta que é a simbiose perfeita entre o bem comer e o bem beber!

Maria Lagariço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s