Um dia na Ericeira #1 : Top 5 miradouros

As minhas folgas são passadas na Ericeira, claro. É onde encontro o meu equilíbrio e a minha paz de espírito todas as semanas. Para tal é essencial ver o mar que a rodeia por toda a costa e me faz respirar o ar mais puro.

Neste post venho mostrar-vos os 5 miradouros que mais frequento, de norte a sul da vila, com as melhores vistas para o mar. O que acham?

IMG_4372

Continuar a ler

À quarta-feira é dia de feira no mercado da vila de Cascais

Desde os tempos de faculdade, quando estudava no Estoril, que já ouvia falar muito do mercado da vila em Cascais. O bichinho ficou e não largou!

Agora, já integrada no mundo profissional, bem-dita folga à quarta-feira!! Quarta-feira, no mercado da vila, é dia de feira até as 14h. Para além do mercado habitual, com fruta, legumes e flores, há uma feira com roupas e loiças que vale bastante a pena a viagem!

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

Ericeira, onde o mar é, sem dúvida, o mais azul.

Vou falar-vos um pouco de mim e da terra que me viu crescer, a Ericeira. Está na altura não?! Ser da Ericeira é muito mais do que viver na Ericeira ou do que ir lá de vez em quando… É preciso sentir a sua calma e respirar a sua maresia.

Não sei bem por onde começar… Se pelas praias que tão bem a representam, se pelo clima característico (para quem não sabe, na Ericeira está sempre nortada) ou se pelos restaurantes que mais frequento. Vou falar de tudo, não só neste post, mas em vários.

Com cerca de 10 Km de costa, a Ericeira tem 10 praias distintas, umas destinadas apenas ao surf, outras destinadas ao turismo, que se fazem encher durante todo o verão. Eu disse verão? Esqueçam, a “enchente” de turistas na Ericeira é o ano inteiro.

O meu principal objetivo é partilhar vários roteiros para aproveitar esta vila da melhor maneira, num dia, numa semana, num ano, ou numa vida inteira. Estes irão incluir locais a visitar, os restaurantes e cafés mais cool, as melhores paisagens e lugares para fotografar.  O que acham?

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

3 brunches na zona mais multicultural de Lisboa

Depois de me tornar oficialmente licenciada e de terminar o meu último estágio na Capital, a minha vida deu uma volta de 180º, que me fez mudar definitivamente da Ericeira para Lisboa.

Com as resoluções de novo ano veio a determinação de que o foco não podia ser só trabalhar. Decidi portanto que, sozinha ou acompanhada, ao sábado seria dia de brunch.

Não comecei nada mal, fiz uma seleção de 3 brunches diferentes na zona do Intendente, onde moro, que foi considerada a zona mais multicultural de Lisboa, pela New York Times. Os 3 espaços escolhidos foram:

  • Brick Café Lisboa
  • Infame, Hotel 1908
  • Josephine Bistrô&Bar

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

tapas, petisco, tapisco.

A confusão desta época festiva ainda não terminou e está longe de acalmar. O meu aniversário, dia 2 de Janeiro, foi numa terça-feira. Era só um terça-feira (!!!), julguei que iria ter uma noite descontraída na calma de Lisboa, só que não.

Não fiz reserva e na lista infindável dos favoritos do Zomato poucos eram os que tinham mesa vaga, principalmente para a famelga toda que levava comigo.

Dei o nome no Tapisco, para lista de espera, já quase sem esperança de que iria jantar fora e a pensar no que podia fazer em casa, à pressão. Até que o telefone toca, e não vão acreditar, era do Tapisco, mesa para seis disponível, uhuh!

Processed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

Pistola y Corazon, o restaurante mexicano onde comer sem talheres se torna um dos maiores prazeres da vida

Era sábado e eu de folga, decidi ficar pela capital. De tanto ouvir falar (e bem) do Pistola y Corazon, o novo mexicano do momento foi o eleito para o jantar a dois.

Situado na zona do Cais do Sodré e aberto todos os dias, o Pistola y Corazon serve almoços e jantares de terça a sexta-feira e de sábado a segunda apenas jantares. Não aceitam reservas, há uma lista de espera e fila à porta, o que torna o restaurante ainda mais especial e concorrido.

Chegámos ainda não eram 20 horas, apesar de não conhecermos o local exato, percebemos logo onde era pela fila que já se formava. Tínhamos 6 nomes à nossa frente, “esperar ou não esperar?” era essa a questão. Claro que ficámos e valeu a pena.

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

Já vos disse que adoro surpresas? E o Farol Design Hotel foi uma delas!

Devo confessar que é raro o meu amor me fazer surpresas, não é que ele não tente, eu é que nunca deixo que ele me surpreenda! (risos) Mas quando fizemos os 7 anos de namoro (sim 7, estou só à espera do anel!!) ele enganou-me bem, e por incrível que pareça não desconfiei de nada.

Foi em dezembro, ao final do dia 18 que ele me disse “prepara uma muda de roupa, vamos passear!”…  Mas como assim? Não se faz isto a ninguém e eu nunca mais me calei, de tão curiosa que estava. Mas só descobri o que ele estava a tramar quando chegámos ao destino, Farol Design Hotel, em Cascais.

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

Encontro com Vinhos e Sabores, o evento que este ano se uniu ao Congresso Nacional de Cozinheiros

Começou ontem, sábado, dia 11 e termina segunda, dia 13. No Centro de Congressos de Lisboa. O evento é composto por dois pavilhões: o Pavilhão VINHOS, com mais de 100 expositores de vinhos diferentes, e o Pavilhão SABORES, com alguns expositores de produtos alimentares e materiais de cozinha e, ainda, a zona do Congresso de Cozinheiros.

Processed with VSCO with a5 preset Continuar a ler

Se não perde um bom sunset, não pode perder este!

A caminho da Comporta, entre as suas praias e Alcácer do Sal, encontra-se a Carrasqueira, uma pequena aldeia piscatória. Por necessidade, no século passado, os pescadores construíram um porto com estacas e tábuas de madeira onde, ainda hoje,  atracam os seus barcos. O conhecido Cais Palafítico da Carrasqueira, é dos únicos existentes e o maior da Europa.

Confesso que estava ansiosa por visitá-lo, mas quando me deparei com a sua aparente instabilidade, hesitei… e claro que ouvi do meu amor “então querias tanto cá vir e agora não vamos até lá ao fundo?!”

É claro que fomos, e valeu muito a pena. Vimos um sunset de cortar a respiração. Como vão poder perceber…

Processed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 preset

É ou não é de cortar a respiração?!

Maria Lagariço

Alentour – as melhores tours personalizadas ao momento

Antes de mais, devo avisar que tudo o que vão ler a seguir sobre a Alentour, empresa pioneira em lazer turístico no Alentejo, será muito pouco provável de se repetir, já vão perceber porquê.

Foi-nos sugerido, por parte do Sobreiras – Alentejo Country Hotel, a realização de uma tour no Alentejo. As opções eram uma prova de vinhos, uma visita a um produtor de azeites ou uma viagem ao mundo da cortiça. A minha vontade apontou, de imediato, para o azeite (tal era a curiosidade e o entusiasmo que nem me lembrei que não estamos na época dele), claro que o meu amor decidiu pelo vinho, o que acabou por ser a escolha final.

No dia, tinha ficado combinado com o sr. Silvestre, proprietário e o único funcionário da empresa, que nos ia buscar ao hotel, por volta das 10 horas e assim foi. Antes de saírmos, as palavras da diretora do hotel foram: “Vão adorar! O Silvestre faz sempre umas tours personalizadas!“, pareceu-nos bem, mas nunca pensámos no que viria a acontecer.

Ao entrar no jeep  4×4o sr. Silvestre mostrou-se muito simpático e realmente incansável, e começou a conversa com: “O que mais gostavam de visitar pelo Alentejo?“… Mas como assim? Não estava marcada uma visita a uma adega e uma prova de vinhos? Pois, foi isso mesmo que ficámos a pensar.

84080535-c945-4877-a01c-96d6fa128f9c.jpg

Continuar a ler