Mais um ano de Peixe em Lisboa – os pratos a não perder!

A 11ª Edição do Peixe em Lisboa teve lugar, mais uma vez, no Pavilhão Carlos Lopes, no Parque Eduardo VII e começou no dia 5 deste mês. A má notícia? Acaba já amanhã (dia 15).

Para quem nunca foi, este é o maior Festival Gastronómico de Lisboa, realizado com o objetivo de divulgar e valorizar o peixe e marisco da nossa costa, incluindo produtores, restaurantes e os pratos tradicionais portugueses tão bem conhecidos e reconhecidos.

Os restaurantes/chefs aderentes deste ano foram: Arola by Penha Longa Hotel, Casa do Bacalhau, Chef Kiko, Ibo Restaurante, Loco de Alexandre Silva, O Mariscador, Paulo Morais (Kanazawa), Taberna Fina e Varanda by Ritz Four Seasons Hotel.

A entrada do festival é sempre 15€, o que difere dos dias e hora é o valor consumível, que varia entre 6€ e 12€. Sobre isto podem saber mais aqui.

Eu sou aquela croma dos festivais gastronómicos que quando entro dou duas voltas a todo o espaço, leio todos os menus dos restaurantes, escrevo no telemóvel o que me agrada mais e depois dou a terceira volta para realmente pedir o que quero comer. Passado uma hora lá me sento mas não como logo, primeiro tiro mil fotografias para depois publicar, claro!!

Os pratos escolhidos foram:

O Trio de Nigiris (6€) e o Chirashi (10€), pelo Chef Paulo Morais a representar o Kanazawa. Não desilude, nunca. ↓

 

Processed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 preset

Por ter ido recentemente ao LOCO, os pratos presentes no Peixe em Lisboa já os tinha provado a todos, à excepção do dim sum de berbigão (6€) que não podia deixar de experimentar. Berbigão envolvido em folhas de espinafres, cozidos a vapor. ↓

Processed with VSCO with a5 preset

Tenho sempre aquela pancada por croquetes, então não consegui resistir a provar os croquetes de sapateira com maionese de citrinos (5€), do Ibo. ↓

Processed with VSCO with a5 preset

Por fim, mas longe de ser o menos importante, o Bao de Caranguejo de casca mole (10€), da Taberna Fina. Top top top (!!!)

Processed with VSCO with a5 preset

Adorei tudo, mas este último prato da Taberna Fina deixou-me totalmente rendida.

Passem pelo Peixe em Lisboa, ainda têm hoje e amanhã, não percam! Espero que aproveitem as minhas sugestões da melhor maneira.

Maria Lagariço

 

Cozinha 21 – um dos restaurantes aderentes ao Festival Internacional do Ouriço do Mar

Como disse no post anterior, que podem ler aqui, a 4ª Edição do Festival do Ouriço do Mar, a decorrer, vai ficar pela Ericeira até dia 8 de Abril. A participar no festival estão cerca de 20 restaurantes com menus ou pratos dedicados ao ouriço.

Este ano o restaurante escolhido para comer ouriços foi o Cozinha 21. Aberto recentemente, localizado perto da praia do sul, este é um dos restaurantes aderentes ao festival. Tendo abraçado o projeto da melhor maneira com a apresentação de pratos como paté de ouriços do mar (2€), ouriço do mar ao natural (2,5€), ouriço do mar em tempura (7€), arroz de ouriço do mar (12€) e açorda de ouriço do mar (11€).

Continuar a ler

Um dia na Ericeira #1 : Top 5 miradouros

As minhas folgas são passadas na Ericeira, claro. É onde encontro o meu equilíbrio e a minha paz de espírito todas as semanas. Para tal é essencial ver o mar que a rodeia por toda a costa e me faz respirar o ar mais puro.

Neste post venho mostrar-vos os 5 miradouros que mais frequento, de norte a sul da vila, com as melhores vistas para o mar. O que acham?

IMG_4372

Continuar a ler

À quarta-feira é dia de feira no mercado da vila de Cascais

Desde os tempos de faculdade, quando estudava no Estoril, que já ouvia falar muito do mercado da vila em Cascais. O bichinho ficou e não largou!

Agora, já integrada no mundo profissional, bem-dita folga à quarta-feira!! Quarta-feira, no mercado da vila, é dia de feira até as 14h. Para além do mercado habitual, com fruta, legumes e flores, há uma feira com roupas e loiças que vale bastante a pena a viagem!

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

Ericeira, onde o mar é, sem dúvida, o mais azul.

Vou falar-vos um pouco de mim e da terra que me viu crescer, a Ericeira. Está na altura não?! Ser da Ericeira é muito mais do que viver na Ericeira ou do que ir lá de vez em quando… É preciso sentir a sua calma e respirar a sua maresia.

Não sei bem por onde começar… Se pelas praias que tão bem a representam, se pelo clima característico (para quem não sabe, na Ericeira está sempre nortada) ou se pelos restaurantes que mais frequento. Vou falar de tudo, não só neste post, mas em vários.

Com cerca de 10 Km de costa, a Ericeira tem 10 praias distintas, umas destinadas apenas ao surf, outras destinadas ao turismo, que se fazem encher durante todo o verão. Eu disse verão? Esqueçam, a “enchente” de turistas na Ericeira é o ano inteiro.

O meu principal objetivo é partilhar vários roteiros para aproveitar esta vila da melhor maneira, num dia, numa semana, num ano, ou numa vida inteira. Estes irão incluir locais a visitar, os restaurantes e cafés mais cool, as melhores paisagens e lugares para fotografar.  O que acham?

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

3 brunches na zona mais multicultural de Lisboa

Depois de me tornar oficialmente licenciada e de terminar o meu último estágio na Capital, a minha vida deu uma volta de 180º, que me fez mudar definitivamente da Ericeira para Lisboa.

Com as resoluções de novo ano veio a determinação de que o foco não podia ser só trabalhar. Decidi portanto que, sozinha ou acompanhada, ao sábado seria dia de brunch.

Não comecei nada mal, fiz uma seleção de 3 brunches diferentes na zona do Intendente, onde moro, que foi considerada a zona mais multicultural de Lisboa, pela New York Times. Os 3 espaços escolhidos foram:

  • Brick Café Lisboa
  • Infame, Hotel 1908
  • Josephine Bistrô&Bar

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

tapas, petisco, tapisco.

A confusão desta época festiva ainda não terminou e está longe de acalmar. O meu aniversário, dia 2 de Janeiro, foi numa terça-feira. Era só um terça-feira (!!!), julguei que iria ter uma noite descontraída na calma de Lisboa, só que não.

Não fiz reserva e na lista infindável dos favoritos do Zomato poucos eram os que tinham mesa vaga, principalmente para a famelga toda que levava comigo.

Dei o nome no Tapisco, para lista de espera, já quase sem esperança de que iria jantar fora e a pensar no que podia fazer em casa, à pressão. Até que o telefone toca, e não vão acreditar, era do Tapisco, mesa para seis disponível, uhuh!

Processed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 presetProcessed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

Pistola y Corazon, o restaurante mexicano onde comer sem talheres se torna um dos maiores prazeres da vida

Era sábado e eu de folga, decidi ficar pela capital. De tanto ouvir falar (e bem) do Pistola y Corazon, o novo mexicano do momento foi o eleito para o jantar a dois.

Situado na zona do Cais do Sodré e aberto todos os dias, o Pistola y Corazon serve almoços e jantares de terça a sexta-feira e de sábado a segunda apenas jantares. Não aceitam reservas, há uma lista de espera e fila à porta, o que torna o restaurante ainda mais especial e concorrido.

Chegámos ainda não eram 20 horas, apesar de não conhecermos o local exato, percebemos logo onde era pela fila que já se formava. Tínhamos 6 nomes à nossa frente, “esperar ou não esperar?” era essa a questão. Claro que ficámos e valeu a pena.

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler

Já vos disse que adoro surpresas? E o Farol Design Hotel foi uma delas!

Devo confessar que é raro o meu amor me fazer surpresas, não é que ele não tente, eu é que nunca deixo que ele me surpreenda! (risos) Mas quando fizemos os 7 anos de namoro (sim 7, estou só à espera do anel!!) ele enganou-me bem, e por incrível que pareça não desconfiei de nada.

Foi em dezembro, ao final do dia 18 que ele me disse “prepara uma muda de roupa, vamos passear!”…  Mas como assim? Não se faz isto a ninguém e eu nunca mais me calei, de tão curiosa que estava. Mas só descobri o que ele estava a tramar quando chegámos ao destino, Farol Design Hotel, em Cascais.

Processed with VSCO with a5 preset

Continuar a ler